30 de jan de 2009

Trapaças para reproduzir.


Formigas fazem trapaças para reproduzir, diz estudo
Tipicamente, apenas as rainhas são capazes de produzir descendentes, em um formigueiro, e os machos morrem depois do acasalamento
Tipicamente, apenas as rainhas são capazes de produzir descendentes,
em um formigueiro, e os machos morrem depois do acasalamento

Caso uma formiga operária ouse se reproduzir na presença da rainha, suas irmãs conseguem identificar a tentativa de trapaça pelo faro e atacam. No estudo, cientistas descobriram que, tipicamente, apenas as rainhas são capazes de produzir descendentes em um formigueiro. Os filhos e as filhas-rainhas descendentes voam para outros locais, na esperança de se reproduzirem e formar novas colônias, enquanto as filhas operárias permanecem para construir o formigueiro e cuidar da próxima geração.
As formigas operárias são biologicamente capazes de uma forma de partenogênese, o processo que permite que uma fêmea produza descendentes sem a colaboração de um macho. Mas quando o tentam, seus corpos produzem compostos químicos conhecidos como feromônios, que as demais formigas operárias são capazes de detectar usando suas antenas.
"É basicamente uma forma de faro, mas não faro da maneira como nós, seres humanos, o entendemos", disse Jurgen Liebig, da Universidade Estadual do Arizona, um dos co-autores do estudo. Caso a colônia não disponha de uma rainha, as formigas operárias estão autorizadas a ter bebês, explicou Liebig. Quando uma rainha está presente, no entanto, apenas ela tem a autorização para produzir o feromônio que sinaliza uma situação de fertilidade. Se uma formiga operária tentar "trapacear", suas irmãs a restringem fisicamente de maneira a impedir que se reproduza com sucesso. Um relatório sobre o trabalho foi publicado na versão online da revista Current Biology.
Química animal
Estudos anteriores demonstravam a existência de uma correlação entre o comportamento de policiamento reprodutivo de uma formiga e a presença desses feromônios, de modo que havia fortes motivos para acreditar que os compostos químicos é que serviam de indicadores para elas. "O problema é que ninguém havia sido capaz de demonstrar o fato", disse Liebig.
A equipe do pesquisador utilizou nos testes a espécie de formiga conhecida como Aphaenogaster cockerelli, porque ela utiliza uma versão simples do composto, facilmente utilizável pelos cientistas. Quando Adrian Smith, estudante de pós-graduação e diretor do projeto, aplicou o composto sobre formigas operárias em volume semelhante ao que ocorre naturalmente, elas foram atacadas por suas irmãs.
"Quando usamos um produto químico diferente, não específico para essas trapaceiras reprodutivas, o efeito foi nulo, de modo que ficou claro que era o composto específico que as identificava como trapaceiras na reprodução", disse Liebig.
Eu vs. Nós
Les Greenberg, da Universidade da Califórnia, em Riverside, disse que a capacidade de manipular os sinais químicos das formigas artificialmente deveria também ajudar a desvendar outros sistemas de comunicação usados pelos insetos.
"O estudo é um exemplo fascinante de como os insetos sociais mantêm a ordem em suas sociedades. A análise dos demais comportamentos, como as hierarquias de dominação e o reconhecimento de companheiros de colônia, deve ser possível com essas mesmas técnicas", declarou Greenberg.
Liebig acredita que seja possível traçar certas comparações entre o comportamento das formigas em um formigueiro e as interações sociais humanas. "Creio que seja uma característica de qualquer sociedade a existência de uma certa tentação a trapacear", disse ele. "Temos o mesmo tipo de problema entre as formigas: há os interesses do indivíduo e os interesses da colônia. Se cada um seguir apenas seu interesse individual, os benefícios da cooperação desaparecem".
Mas Mark Deyrup, um pesquisador sênior de biologia na Estação Biológica Archbold, na Flórida, questiona se esse tipo de observação pode mesmo ser aplicado de forma tão exata ao comportamento social humano. "Nas sociedades humanas aqueles que assumem os papéis e os privilégios de um líder sacramentado mas que está funcionando mal podem, na verdade, promover a estabilidade social", disse Deyrup.
Ainda assim, ele descreveu a nova pesquisa como "impressionante", "fascinante" e "especialmente elogiável por seu acompanhamento meticuloso dos percursos de causa e efeito". Deyrup, Greenberg e Liebig acreditam que os feromônios referentes a status social podem desempenhar papel semelhante no caso de outros insetos sociais, entre os quais possivelmente certas abelhas e vespas.

24 de jan de 2009

Esportes sedentários

http://3.bp.blogspot.com/_9DuzLZ1sNKA/TAPQAQkszzI/AAAAAAAAAEw/nRog02TkjXc/s1600/conf_esporte%5B1%5D.jpg

Quais são os esportes mais sedentários?

O bilhar é o esporte que gasta menos calorias, de acordo com o livro Fisiologia do Exercício, de William McArdle, mas é impossível definir um ranking oficial. "Existem centenas de variáveis envolvidas. Um mesa-tenista pode gastar mais calorias em uma partida do que um jogador de futebol em um jogo inteiro", diz o médico Samir Daher, da Confederação Brasileira de Handebol. O ritmo com que o esporte é praticado, a frequência, o biótipo do praticante e o deslocamento exigido pelo jogo são alguns dos fatores que devem ser levados em consideração. Assim, não há uma lista definitiva dos esportes mais e menos sedentários, e sim estimativas. A lista abaixo, por exemplo, estima quanto um indivíduo com 70 quilos gasta de calorias durante uma hora de atividade. Aliás, nem o conceito de esporte é consenso: aqui, consideramos esporte toda atividade física sujeita a regulamentos e que geralmente visa a competição. No futuro, quem sabe até jogar videogame vá ser considerado um esporte. Se isso acontecer, o Nintendo Wii pode entrar para a lista dos sedentários: em uma hora, ele queima 150 calorias, de acordo com um estudo da Universidade John Moores, na Inglaterra. :-')


MOLEZA F.C.
Os esportes mais sedentários...

BILHAR (176 kcal)
É um esporte que requer mais concentração do que força física. Como há poucos deslocamentos – e, quando existem, são curtos e lentos –, não acelera muito o metabolismo

CANOAGEM por lazer (185 kcal)
Na canoagem amadora, não é preciso lutar contra correntezas fortes – o esportista apenas segue o fluxo da água, sem contrações muito vigorosas para executar o movimento

DANÇA LIVRE (214 kcal)
Por não ser profissional, requer só movimentos suaves, sem grandes deslocamentos ou movimentos complexos. Com isso, acaba gastando menos calorias

VÔLEI (245 kcal)
Apesar de exigir saltos e movimentos intensos, tem deslocamentos extremamente curtos, de 2 a 3 metros, que reduzem o consumo calórico

ARCO-E-FLECHA (273 kcal)
O esporte depende mais da parte psicológica. O esforço físico fica concentrado nos braços, que precisam segurar o arco corretamente e aguentar o tranco da flechada

DUREZA F.C.
... e os que mais fazem suar

BOXE (932 kcal)
O esporte exige que o atleta se desloque bastante e dê vários pulinhos de um lado para outro para desviar do adversário, fora a energia gasta com os golpes

SQUASH (890 kcal)
Bater a bolinha contra a parede parece brincadeira de criança, mas envolve muito deslocamento, velocidade, flexibilidade, força e resistência

JUDÔ (819 kcal)
Assim como as outras artes marciais, é um esporte que exige força, daí sua queima calórica. Sua prática também requer flexibilidade e coordenação motora

NATAÇÃO - CRAWL (655 kcal)
Ao nadar nesse estilo, também conhecido como nado livre, o esforço maior fica por conta das pernas, dos braços e das costas, apesar de o esporte trabalhar o corpo todo

BASQUETE (580 kcal)
A queima de calorias é beneficiada principalmente pelo deslocamento em quadra. Cada atleta percorre, em média, 8 quilômetros durante uma partida.

Unhas

http://www.comocuidar.com.br/wp-content/uploads/2010/12/unhas_2.jpg
Problemas de hipotireoidismo e renais também dão sinais na ponta dos dedos.

       Veja dicas para manter a saúde e saiba reconhecer indicativos de doenças.

 
        Ler a mão não é uma exclusividade apenas dos "iniciados" na quiromancia, mas também dos médicos. Mas nada de previsão do futuro. O segredo está nas unhas. Por incrível que possa parecer, elas são capazes de dizer muito sobre a nossa saúde, e podem dar sinais de doenças renais, pulmonares, cardiovasculares, hipotireoidismo e até câncer de pele.

        O tema fez com que a Santa Casa de Misericórdia, no Rio, criasse o Centro de Estudos da Unha (CEU), que faz cerca de dez cirurgias por semana e atende, em média, 240 pacientes todo mês. Boa parte deles é indicado por manicures e podólogos 
"Os problemas mais comuns são unhas encravadas e micoses, que podem gerar uma carne esponjosa ao redor da unha ou uma distrofia que faz a unha ficar grossa", enumera a dermatologista Roberta Nakamura, chefe do CEU.

        Unhas fracas e 'mentirinha'
Segundo Roberta, entre os problemas que costumam passar despercebidos pelo paciente e podem ser facilmente checados está o hipotireoidismo. "As unhas ficam frágeis, fragmentando. Mas o cabelo e a pele também ressecam", avisa ela. A fraqueza também pode ser indicativo de alterações nutricionais.

        A famosa "mentirinha", aqueles pontinhos brancos que surgem nas unhas, são apenas sinais de pequenos traumas. "Não precisa ser um trauma muto grande. Às vezes um esbarrão ou um batuque. Por isso é mais comum em crianças", explica o presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Estética de São Paulo, Valcinir Bedin 
 
        Problemas renais, pulmonares e cardíacos
De acordo com os médicos, unhas avermelhadas e com a curvatura acentuada podem indicar problemas no coração. Doenças pulmonares como enfizema, derrame pleural e até câncer podem provocar unhas azuladas e também o aumento de curvatura.

       Já a marca de estrias brancas podem ser indícios de que a saúde de seus rins não vai muito bem. O mais perigoso é a coloração marrom, que pode ser sinal de câncer de pele.

       Bedin alerta ainda para o excesso de exercícios aeróbicos, que chegam a causar descolamento das unhas. "O sangue vai menos para as extremidades do corpo e mais para o coração", diz ele.

       Cuidados
Entre as recomendações para unhas saudáveis estão o uso de luvas plásticas para mexer na terra ou na água, como lavar louças, deixá-las sem esmalte pelo menos um dia da semana, e evitar retirar totalmente a cutícula, que as protege de infecções por bactérias ou fungos.

       E aquela conversa entre as mulheres de que esmalte de cor escura fortalece as unhas não é verdade. O cuidado nesse quesito vale apenas para quem desenvolve alergia a determinada cor. O incômodo que pode aparecer é apenas ver a unha impregnada por uma determinada cor ou amarelada pelo excessivo uso de esmalte.


Divulgação
Divulgação

Fotos 1 e 2: A curvatura acentuada dos dedos indicador e mindinho são sinais de inflamações nas articulações no exame ao lado

Fotos 3 e 4: Chamada de onicomicose, a infecção por fungos pode causar inchaço e alterações no formato e na cor da unha. As fotos mostram antes e depois do tratamento.
 Serviço
O Centro de Estudos da Unha fica na Rua Santa Luzia, 206, no Centro do Rio. O telefone é o (021)2544-4777. 

23 de jan de 2009

Teste do Amor Verdadeiro

TESTE DO AMOR VERDADEIRO



 NÃO FALHA


 Tranque sua esposa e seu cachorro no porta malas do carro
espere uma hora (uma hora mesmo!)
 abra o porta malas
veja quem está feliz por te ver novamente!!!!

 

Matrix Text



Diversão em dobro: compartilhe fotos enquanto conversa usando o Windows Live Messenger.

22 de jan de 2009

Como será seu bebê ?

Como será seu bebê

O site Make Me Babies utiliza a tecnologia de análise e mistura de imagens para prever como seria a aparência de eventuais bebês. Para desenhar o rosto dos "bambini", basta fazer upload de uma foto sua e outra de sua parceira ou parceiro.
O site se baseia em informações como cor da pele, tipo de cabelo, desenho dos olhos, nariz e boca.
Após essa análise o software "inventa" um bebê que contemple as características do casal e exibe uma foto com nome da criança emoldurada com a foto dos pais ao lado.
Para salvar o resultado é preciso fazer o registro no site que é gratuito, mas se quiser pular essa etapa basta capturar a tela com a tecla Print Screen e colar em qualquer editor de imagens — até mesmo o Paint.
Ainda é possível brincar com imagens de celebridades, ou seja, o internauta pode imaginar como seria um filho seu com Cameron Diaz ou Angelina Jolie. Calma, vocês mulheres podem brincar com fotos do Brad Pitt e até do Michael Jackson

Fotos Macro

Para os apreciadores de fotografia, uma coleção de belas fotos macro. Detalhes que muitas vezes não temos como ver nem à olho nu.















As imagens obtidas com o recurso macro sempre fazem sucesso pela beleza oculta que revelam e pelos "efeitos especiais naturais" que geram.

Aqui vão mais algumas, obtidas no site smashingapps.













Imagens magníficas com zoom máximo ou "em modo macro", como é mais conhecido.





















  

Compartilhar