30 de jan de 2013

Riwersun no G+


Vamos brincar de roda ?

28 de jan de 2013

O jeito certo de educar


A CADEIRA


Um professor de matemática entra na sala de aula, põe a cadeira em cima da mesa e escreve no quadro:

"Provem-me que esta cadeira não existe."

Apressadamente, os alunos começam a escrever longas dissertações sobre o assunto.

No entanto, um dos alunos escreve apenas duas palavras na folha e entrega-a ao professor.

Este, quando a recebe não pode deixar de sorrir depois de ler:

"Qual cadeira ?"

4 x 4


COMPARANDO VALORES


25 de jan de 2013

Gato cadastrado no Bolsa Família


Um gato de estimação foi cadastrado no programa Bolsa Família na cidade de Antônio João, no Mato Grosso do Sul. Segundo reportagem publicada no jornal O Globo do último sábado, 3/11/12, o dono do animal é o coordenador do programa social na cidade, Eurico Siqueira, que está respondendo em duas ações na Justiça Federal. Uma delas pro “inserção de dados falsos no sistema da administração pública”. A outra ação é por improbidade administrativa.

A artimanha que deu até o sobrenome “Flores da Rosa” para Billy, o bicho de sorte, foi descoberta quando o cadastrado foi chamado ao posto de saúde para pesagem. De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), a senhora notificada informou ao agente de saúde que Billy era seu gatinho de estimação.

Chamada para esclarecimentos, “a sra. Raquel, ciente de que havia delatado o marido, informou que o correto seria (o nome) de um sobrinho”. Depois, para “frustrar as investigações”, o nome do sobrinho foi trocado pelo de uma sobrinha, e o da mulher de Eurico, pelo da cunhada. Segundo o MPF, Eurico confessou o cadastro do gato.

A publicação trouxe ainda uma série de irregularidades envolvendo o programa Bolsa Família, como um cadastrado que tinha em seu nome uma Land Rover.

16 de jan de 2013

PROCURANDO A ESPOSA...


Em um supermercado, dois homens distraídos se esbarram com seus carrinhos:


— Desculpe, mas eu estava distraído.. Estou procurando a minha esposa; não
sei onde ela está.
— Que coincidência! Também estou procurando a minha esposa!
— Mesmo? E como ela é?
— Bom, ela é morena, 1,70m de altura, olhos verdes, bronzeada, coxas grossas, ombros largos e
uma bundinha arrebitada! Está usando uma calça jeans surrada e bem justa e uma camiseta
um pouco transparente que realça os seios.

— E a sua?

— A minha que se foda!!! Vamos procurar a sua !!!

14 de jan de 2013

Inatividade paranormal

CEREAL KILLER

2 de jan de 2013

The Popinator



A máquina que lança pipocas na sua boca

Você simplesmente diz pop e o aparelho segue a sua voz para mirar corretamente.

Algumas pessoas não gostam de comer pipoca pelo fato de que os dedos ficam engordurados — ou apenas têm preguiça de ficar pegando a comida dentro do pacote. Para resolver casos como esses, uma empresa chamada “Popcorn Indiana” criou um aparelho genial.
O nome da solução é The Popinator e ela é uma máquina que lança pipocas diretamente para a sua boca. Você simplesmente deve dizer “pop” e o aparelho vai seguir a sua voz, de modo que o alimento seja jogado para o lugar certo — assim como você pode conferir no vídeo acima.
Dessa maneira, você pode comer sem usar nenhuma das suas mãos e em qualquer momento — como em reuniões e durante o seu trabalho ou estudos —, pois basta dizer a palavra mágica, comer e continuar com a atividade anterior.
Infelizmente, não há detalhes disponíveis sobre a venda do The Popinator, como o preço, chegada às lojas ou o processo de instalação.

Tatuagem vibratória



nova patente registrada pela Nokia é a solução definitiva para quem nunca consegue saber se o celular está tocando ou não. A companhia finlandesa registrou a ideia de “um material aplicável à pele, capaz de detectar campos magnéticos e transmitir um estímulo perceptível relacionado à presença desses campos” — em resumo, uma tatuagem que vibra quando um aparelho recebe uma ligação.
A ideia por trás da patente tem como base os diferentes tipos de toques podem ser atribuídos à lista de contato de um aparelho celular. A diferença fica por conta de que, no futuro, a cada pessoa seria atribuído um campo magnético diferente: enquanto um contato de um amigo poderia gerar uma vibração relaxante, seria possível atribuir a ligação de alguém indesejado a uma vibração mais intensa e irritante, por exemplo.
Segundo a empresa, a novidade também pode ser aplicada a acessórios como broches, porém fica claro que a intenção real da tecnologia é interagir com a tinta inserida sob a pele dos consumidores. Para que isso fosse possível, seria preciso que os pigmentos utilizados fossem enriquecidos com componentes ferromagnéticos ou paramagnéticos.
O objetivo da patente não fica muito claro, e é possível assumir que nem todos estariam dispostos a investir em uma nova tatuagem simplesmente para receber ligações de uma forma diferente. Para que a ideia realmente vingue, seria preciso um benefício muito maior do que simples vibrações pelo corpo para convencer os consumidores a marcarem para sempre os seus corpos.

Bumbum robótico


Os robôs não são nenhuma novidade, e inclusive já existem algumas réplicas humanas, sentinelas armadas e até animais mecanizados. Mas, uma bunda robótica? De acordo com o criador, o japonês Nobuhiro Takahashi, o traseiro mecânico foi desenvolvido para reproduzir o movimento do corpo humano em sua forma mais básica e sutil, para que no futuro os robôs possam reagir tal qual uma pessoa de verdade faria.

Compartilhar