23 de jan de 2012

Pirataria já !!!

Paulo Coelho defende pirataria e ataca Sopa

Meus pensamentos sobre SOPA

Para o escritor, piratear ajuda na divulgação do trabalho de um artista

O escritor Paulo Coelho atacou o projeto de lei antipirataria Sopa em seu blog. 
Escrevendo em inglês, o autor argumenta que a pirataria serve como divulgação do trabalho de um artista.
Coelho chamou a Sopa de “PERIGO REAL” que pode “quebrar a internet”.
Leia a tradução do texto abaixo:
Na antiga União Soviética, no fim dos anos 50 e 60, muitos livros que questionavam o sistema político começaram a circular privadamente em versão mimeografada. Os autores nunca ganharam um centavo em direitos autorais. Pelo contrário, eles foram perseguidos, denunciados na imprensa oficial e mandados para o exílio nos famosos gulags siberianos. Ainda assim, eles continuaram a escrever.
Por quê? Porque eles precisvam compartilhar o que estavam sentindo. Do evangelho aos manifestos políticos, a literatura tem permitido que ideias viajem e até mudem o mundo.
Não tenho nada contra quem ganha dinheiro com seus livros; é assim que eu me sustento. Mas olhe para o que está acontecendo agora. O projeto de lei antipirataria Sopa pode quebrar a internet. Isto é um PERIGO REAL, não apenas para os americanos, mas para todos nós, uma vez que a lei – se aprovada – vai afetar todo o planeta.
E o que eu penso sobre isso?
Como autor, eu deveria estar defendendo “propriedade intelectual”, mas não estou.
Piratas do mundo, uni-vos e pirateai tudo que já escrevi!
Os bons tempos, quando cada ideia tinha um dono, se foram para sempre.
Primeiro, porque tudo que todo mundo faz é nada mais que reciclar os mesmos quatro temas: uma história de amor entre duas pessoas, um triângulo amoroso, a luta pelo poder e a história de uma jornada.
Segundo, porque todos os autores querem que se leia o que eles escrevem, seja num jornal, blog, panfleto ou muro.
Quanto mais ouvimos uma música na rádio, mais queremos comprar o CD. É a mesma coisa com a literatura.
Quanto mais as pessoas “pirateiam” um livro, melhor. Se eles gostam do começo, eles comprarão o livro inteiro no dia seguinte, porque não existe nada mais cansativo do que ler longos trechos de texto na tela do computador.
1. Algumas pessoas dirão: você é rico o bastante para permitir que seus livros sejam distribuídos de graça.
Isso é verdade. Eu sou rico. Mas foi o desejo de ganhar dinheiro que me estimulou a escrever? Não. Minha família e professores sempre disseram que não havia futuro em ser escritor.
Comecei a escrever e continuei a escrever porque me dá prazer e sentido à minha existência. Se dinheiro fosse o motivo, eu poderia ter parado de escrever há muito tempo atrás e me poupado de ter que lidar com resenhas invariavelmente negativas.
2. A indústria editorial vai dizer: artistas não podem sobreviver se eles não são pagos.
Em 1999, quando primeiro fui publicado na Rússia (com uma tiragem de três mil), o país sofria com uma severa falta de papel. Por sorte, eu descobri uma edição “pirata” d’O Alquimista e a publiquei na minha página na internet. Um ano depois, quando a crise tinha passado, vendi 10 mil cópias da edição impressa. Em 2002, eu já tinha vendido um milhão de cópias na Rússia. Hoje, já passei dos 12 milhões.
Quando viajei pela Rússia de trem, encontrei várias pessoas que me disseram que haviam descoberto meu trabalho através da edição “pirata” que postei no meu site. Hoje em dia, mantenho o site “Pirate Coelho”, fornecendo links para quaisquer livros meus que estejam disponíveis nos sites de P2P (compartilhamento).
E minhas vendas continuam a crescer – são quase 140 milhões de cópias no mundo inteiro.
Quando você comeu uma laranja, você tem que voltar para a loja para comprar outra. Nesse caso, faz sentido pagar no ato.
Com um objeto de arte, você não está comprando papel, tinta, pincel, tela ou notas musicais, mas a ideia que nasceu da combinação desses produtos.
“Piratear” pode servir como introdução ao trabalho de um artista. Se você gosta da sua ideia, então você vai querer tê-lo em casa; uma boa ideia não precisa de proteção.
O resto é ganância ou ignorância.



FONTE:  Blog do Paulo Coelho 

16 de jan de 2012

GRANDE TALENTO


Dicionário mineiro


" Causo Mineiro"


O caboquim cordô cêdo,
ispriguíçô,
lavô as mão na gamela,
limpô uzói,
sinxugô,
tomô café,
pegô a inxada,
sivirô pra muié
I falô:
- Muiééé,
tô inoprotrabaio.

Quano q`êle saiu da casa,
ao invêiz dií prá roça,
ele subiu num pé di manga
I ficô iscundidim.
De repente
pareceu um negão,
e foi inté upé di manga
I nem si percebeu
q`o caboquim tava lá inrriba.
Pegô u`a manga...
chupô,
pegôta,
I mais ôta...,
I a muié du caboquim chegô
na janela e gritô:
- Póvim,
ele já foi!
I o negão largô as manga
I sinfurnô dendacasa du caboquim.
O caboquim,
danado de ráiva,
desceu da árvre,
pegô um facão
e intrô na casa.
Quandele abriu a porta
ele viu o negão chupano
as teta da muié,
intonsi levantô u facão e falô:
- Vai morrêêêêê negão!!!

E num é cunegão
puxô um 38 da cintura,
I pontô pro caboquim falano:
- Por que eu vou morrer?
E o cabuquim:
- Uai cê chupô trêis manga
e agora tá mamando leite.
Assim tu vai morrê,
manga cum leite faiz mar,
uai!!!

9 de jan de 2012

Riso é contagiante


Estou bonita ?


Médico humorista


Médico humorista responde dúvidas sobre saúde com piadas

Uma mistura inusitada, Phil Hammond é medico e humorista. Mais hilário ainda, em suas apresentações ele responde a dúvidas bizarras, e outras nem tanto, sobre saúde e a vida, levantadas pela platéia. Para isso, usa piadas mescladas com informações sérias.
O livro "Sexo, Sono ou Scrabble" (Best Seller, 2011) reúne as 250 perguntas e respostas mais interessantes, engraçadas e informativas que já passaram pela atração.

O contexto descontraído gera espaço para que as pessoas façam questões que geralmente têm vergonha ou se sentiriam incomodadas em fazer. Entre as pérolas estão "O que fazer caso alguém morra em cima de mim durante uma transa?", "Qual a melhor posição sexual para perder peso?", "Andar de cavalo é mais perigoso do que ecstasy?" e "É saudável dormir com um animal de estimação?".

Feitor para provocar risos e informar, o livro pretende tirar boas risadas dos leitores e sanar possíveis dúvidas que talvez nem eles mesmos sabiam que tinham.

6 de jan de 2012

"Apenas atraso"

 
Uma universidade baiana cobrou dos candidatos a interpretação do seguinte trecho de poema de Camões:
 
'Amor é fogo que arde / sem se ver, / é ferida que dói e não se sente, / é um contentamento descontente, / dor que desatina sem doer '.
Uma vestibulanda de 16 anos deu a sua interpretação, também em forma de versos:
 
'Ah, Camões!, se vivesses hoje em dia, / tomavas uns antipiréticos, / uns quantos analgésicos / e Prozac para a depressão. / Compravas um computador, / consultavas a Internet / e descobririas que essas dores que sentias, / esses calores que te abrasavam, / essas mudanças de humor repentinas, / esses desatinos sem nexo, / não eram feridas de amor, / mas somente falta de sexo !'
 
A Vestibulanda ganhou nota DEZ, pela originalidade, pela estruturação dos versos, das rimas insinuantes e por ter sido a primeira pessoa, ao longo de mais de 500 anos, a desconfiar que o problema de Camões era apenas falta de sexo.

Como apimentar o casamanto



5 de jan de 2012

Secreção vaginal

"Passar secreção da vagina atrás das orelhas funciona muito bem”

Charlotte Roche é o nome da vez em todo mundo. A escritora alemã, que foi chamada de “fenômeno literário” pelo The Times, está despertando discussões acaloradas quando o assunto é sexo.
Em seu primeiro livro, “Wetlands”, que aqui no Brasil foi batizado “Zonas Úmidas”, Charlotte discute preferências sexuais de uma maneira bem diferente. Quem imagina ler um romance sensual toma um susto ao ler a protagonista (Helen) falando sobre a higiene pessoal e fazendo comentários sórdidos sobre a depilação de partes íntimas. Segundo a escritora, esta “mania” de depilar os pelos pubianos é ridícula. Para ela, as mulheres deveriam – no mínimo – depilar as partes mais aparentes.
O livro também dedica uma parte para falar da higiene pessoal, incluindo uma tática única: passar secreção da vagina atrás das orelhas como um substituto para o perfume tradicional: “Funciona maravilhosamente quando você cumprimentar alguém com um beijo no rosto”, diz um trecho do livro.
“Atrevo-me a confessar que corpo, doença, hospitais e masturbação são temas que sempre me fascinaram – são meus passatempos. Se alguma amiga diz que fez uma operação, sou a primeira a dizer ‘deixe-me ver a marca’. Gosto de pensar nesse tipo de detalhe”, disse a autora de 31 anos em uma entrevista.
Em abril do ano passado, o livro colocou Charlotte no topo da lista de bestsellers do Amazon, sendo a primeira autora alemã a figurar nesse grupo. No lançamento do livro, 680 mil exemplares foram vendidos em apenas três meses.
Ah, Charlotte afirmou que o livro é uma espécie de autobiografia.

Campeão mundial de masturbação



 
Jovem japonês conquista bicampeonato após passar quase 10 horas masturbando-se

Atualmente, não existe um homem que goste mais de masturbação do que o japonês Masanobu Sato. O jovem de 21 anos é, pela segunda vez consecutiva, o campeão mundial de masturbação na categoria “duração”.
Para conquistar o bicampeonato, Sato precisou bateu seu próprio recorde, permanecendo – acredite – masturbando-se por 9 horas e 58 minutos.
A Masturbate-a-Thon é uma competição que reúne anualmente os maiores masturbadores do mundo (de ambos os sexos), visando levantar fundos para uma organização responsável por chamar a atenção para a educação sexual.
Para os interessados em chegar próximo ao recorde do bicampeão, ele deu algumas preciosas dicas no site Sfweekly.
“Minha imaginação fértil foi a chave para a minha vitória. Em segundo lugar, comecei a treinar bastante no Japão, logo depois que ganhei o título no ano passado. Comecei a nadar duas vezes por semana e ganhei cerca de 5 kg em músculos. Além disso, o Tenga (uma espécie de tubo de plástico, que segundo os fabricantes, são anatomicamente desenhados para serem capazes de recriar posições sexuais e dar ao homem as mesmas sensações do sexo oral) me ajudou nas longas jornadas de masturbação”, declarou ele.
Para quem acha que tudo isso é vergonhoso, Sato afirma que sua família sente orgulho dele. “Eles já sentiam-se orgulhosos desde o ano passado, quando ganhei o primeiro título. Agora, eles ficaram mais felizes ainda quando souberam que eu iria defender meu próprio recorde mundial”.
Para os organizadores, a masturbação faz parte da sexualidade humana e deveria ser ensinada.

Formatura da loira

A LOIRA SE FORMOU EM DIREITO, 
MAS ESTÁ COM 15 DÚVIDAS E RESOLVEU 
FORMULAR UMA LISTA PARA A OAB:

  • 01. Qual a capital do estado civil?
  • 02. Dizer que gato preto dá azar é preconceito racial?
  • 03. Com a nova Lei Ambiental, afogar o ganso passou a ser crime?
  • 04. Pessoas de má fé são aquelas que não acreditam em Deus?
  • 05. Quem é canhoto pode prestar vestibular para Direito?
  • 06. Levar a secretária eletrônica para a cama é assédio sexual?
  • 07. Quantos quilos por dia emagrece um casal que optou pelo regime parcial?
  • 08. Tem algum direito a mulher em trabalho de parto sem carteira assinada?
  • 09. A gravidez da prostituta, no exercício de suas funções profissionais, caracteriza acidente de trabalho?
    (Essa até eu fiquei na dúvida)
  • 10. Seria patrocínio o assassinato de um patrão?
  • 11. Cabe relaxamento de prisão nos
    casos de prisão de ventre?
  • 12. A marcha processual tem câmbio
    manual ou automático?
  • 13. Provocar o Judiciário é xingar o juiz?
  • 14. Se um motel funciona somente das 8 às 18 horas, podemos
    dizer que ali só ocorrem transações comerciais?
  • 15. Para tiro à queima-roupa é preciso que a vítima esteja vestida?

Compartilhar