31 de out de 2009

Felizes para sempre

Homem de 112 se casa com adolescente de 17 na Somália

Mapa da região de Galguduud

Centenas de pessoas assistiram ao casamento de um homem que diz ter 112 anos com uma adolescente de 17 na Somália.
Ahmed Muhamed Dore, que já tem 18 filhos com cinco mulheres diferentes, disse que pretende ter outros com sua nova esposa, Safia Abdulleh.
"Hoje Deus me ajudou a realizar um sonho", disse o noivo, após a cerimônia realizada no vilarejo de Guriceel, na região Galguduud, centro do país.
Ele contou que seu desejo de desposar Safia vinha de longa data e que teve de esperar que a garota crescesse para pedir sua mão.
"Não a forcei, mas usei minha experiência para convencê-la do meu amor. E então concordamos em nos casar", afirmou Ahmed.
O repórter da BBC em Mogadíscio, Mohamed Olad Hassan, disse que o casamento está sendo descrito por historiadores somalianos como algo inédito em toda a região do Chifre da África em mais de um século.
A família da noiva se declarou "feliz com o seu novo marido".
Fonte: BBC

29 de out de 2009

O MOTOQUEIRO E O PÁSSARO

http://4.bp.blogspot.com/_xll6adJZAnk/TPlb366RLRI/AAAAAAAAANs/rRLglEz1ZNQ/s400/motoqueiro.jpg

Um motoqueiro estava andando em alta velocidade, numa auto estrada,
quando der repente, atropelou um passarinho, ao olhar pra traz viu
que o pobre bicho estava escarrado no chão, foi quando decidiu voltar
e levar o passarinho pra casa, chegando la colocou ele dentro de uma
gaiola, com um pedaço de pão e um pouco de água, e nada de o passarinho
acordar, então no dia seguinte o motoqueiro saiu para trabalhar, foi
então quando o pássaro acordou, olhou para um lado, olhou pro outro
viu o pão, água e as GRADES e disse:


- MEU DEUS MATEI O MOTOQUEIRO !!!!


AUTO ESTIMA

 http://4.bp.blogspot.com/_coqN71nrn1A/TEeAL9UPfEI/AAAAAAAAELQ/FU3TSlR7h1I/s400/auto-estima.jpg
                                                              Um dia, a rosa encontrou a couve-flor e disse:

-Que petulância te chamarem de Flor! Veja sua pele: é áspera e rude,


enquanto a minha é lisa e sedosa... Veja seu cheiro: é desagradável e


repulsivo, enquanto o meu perfume é sensual e envolvente...


Veja seu corpo: é grosseiro e feio, enquanto o meu é delicado e


elegante.. Eu, sim, sou uma flor!


E a couve-flor respondeu:



-HELOOOOOUU, QUERIDAAAA!!! De quê adianta ser tão linda, se



'ninguém' te come???



AUTO ESTIMA É TUDO!

Opss !!!

SALADA DE ROSAS

Ingredientes:

1/2 xícara (chá) de água de rosas
1 colher (sopa) de mel
1/2 xícara (chá) de suco de limão
6 rosas de diferentes cores, bem lavadas
1 xícara (chá) de nozes picadas
3 talos de aipo cortado em fatias finas.

Modo de preparo:

Misture mel, limão, água de rosas e reserve.
Retire as pétalas de 3 rosas, corte cada pétala
em três pedaços e misture com as nozes,
aipo e o molho reservado.
Coloque a mistura em uma travessa.
Retire as pétalas das rosas restantes e
salpique-as por cima da salada.
Sirva a seguir.

28 de out de 2009

Frango careca

http://3.bp.blogspot.com/_4F5BWgVPJtI/SG1GR23Q1pI/AAAAAAAAAA4/cBFjdFzob0M/s320/gripedofrango_jorge.jpg
Cientistas em Israel provocaram controvérsia ao criar uma galinha sem penas que, segundo eles, cresce mais rápido - e pode ser mais humana.
Os frangos, criados na Universidade Hebraica de Israel, não precisam ser depenados, economizando dinheiro nas granjas. O professor Avigdor Cahaner, responsável pelo "frango careca", afirma que eles não se adaptariam bem em países mais frios mas, em compensação, estariam bem melhor em países quentes. No entanto, os críticos acham que as mudanças não beneficiam os frangos e, provavelmente, tornam suas vidas muito pior.
Segundo o professor, o fato da galinha não ter penas também ajuda a reduzir a poluição produzida pela grande quantidade de água contaminada com penas e gordura.
Grupos de defesa dos animais alertam que as penas são importantes para ajudar as galinhas a se proteger de parasitas, e que elas provavelmente vão ser "queimadas" pelo sol.
Além disso, os frangos macho podem não conseguir se reproduzir.

Pum da Vaca

http://2.bp.blogspot.com/_4F5BWgVPJtI/SG0OqtJUEOI/AAAAAAAAAAg/zmXp_II5k50/s320/pum-da-vaca.jpg
Há poucos meses, um estudo publicado pela FAO - Food and Agriculture Organization, órgão das Nações Unidas voltado para a alimentação e a agricultura, assegurou que os bovinos estão entre os maiores responsáveis pela emissão de gases causadores do aquecimento global. O relatório intitulado "A Grande Sombra da Pecuária" afirma que ela gera mais gases de efeito estufa do que o setor de transportes com sua incessante queima de combustíveis. A pecuária virou o vilão da vez, já que, além de ameaçar o meio ambiente, ela é ainda uma das principais causas de degradação do solo e dos recursos hídricos. Nesse cenário, só o que nos resta a fazer é lançar um manifesto nacional, agendar uma grande caminhada e, antes que alguma Excelência maluquete, mais louca que a vaca, nos mande relaxar e gozar, gritarmos em protesto, a plenos pulmões:"Abaixo o pum da vaca!"

Cerveja gelada

http://download.postaisde.pt/images/postais/m_kqtfnhIceberg.jpg


Cada dia nos surpreendemos com as maluquices das pessoas, uns acham que o aquecimento global é uma catastrofe e outros como os cervejeiros da Groenlândia, acham isso uma maravilha, pois eles estão usando icebergs derretidos para fazer a cerveja mais pura do mundo, com a água que foi congelada há mais de 2 mil anos, sem poluentes. O país que distribuiu os primeiros 70 mil litros da preciosa cerveja foi a Dinamarca. Então corra para pegar seu copo de chope!!!

Sovaco relaxante

http://visceraslda.files.wordpress.com/2008/07/cheirador-de-sovaco.jpg
Essa é para as mulheres!
Você que está tentando relaxar? Então procure cheirar um sovaco masculino! As pesquisas mostram que o suor do sovaco masculino acalmou as mulheres que foram voluntárias aos testes. As voluntárias disseram sentir-se menos tensas e mais relaxadas enquanto cheiravam o suor. Homens e mulheres das cavernas caçadores-coletores muito ocupados deveriam ter pouco tempo para aproveitar a compania um do outro. O sistema reprodutor da mulher das cavernas pode ter evoluído para estar pronta para seu amado, deslocando os níveis hormonais em resposta a seu cheiro.

Mamografia via satélite

  http://www.novomilenio.inf.br/humor/0207f001a.gif

Várias mulheres da vila de Messines despiram-se da cintura para cima e permaneceram imóveis em locais visíveis - à janela, em varandas e até na rua -, com o intuito de fazerem um exame mamográfico via satélite. A história, segundo fonte da GNR de Messines, começou quando mulheres residentes naquela localidade receberam, em casa ou no local de trabalho, o telefonema de uma pessoa que se apresentava como representante de um laboratório de Faro, a dar informações sobre uma nova tecnologia que permitiria efetuar mamografias por satélite. Seguindo as instruções, várias mulheres que acreditaram nessa "evolução" tecnológica colocaram-se à janela, na varanda e na rua, viradas para determinada direcção e despidas da cintura para cima, para serem "fotografadas pelo satélite". Segundo apurou a Lusa no local, às mulheres que se mostravam relutantes em despir-se era solicitado que tirassem, pelo menos, o "sutiã". De acordo com a fonte da GNR de Messines, foram recebidas várias queixas de mulheres que caíram no logro, prosseguindo os agentes as investigações. Para a GNR, os fatos tanto podem indiciar uma "brincadeira de mau gosto", como "uma tara" ou um qualquer esquema informático através da Internet - mas "todos com contornos sexuais".
 

Imposto sobre flatulência

http://3.bp.blogspot.com/_4F5BWgVPJtI/SHKNwRvRKqI/AAAAAAAAAB4/8mchYmm9Xag/s320/flatulencia.jpg

Milhares de pequenos criadores de gado neozelandeses respiraram aliviados hoje, depois que o Governo anunciou que desistiu da idéia de um imposto sobre a flatulência dos animais. "No lugar de esmagar os produtores com impostos vamos incentivar a pesquisa e as ajudas ao desenvolvimento, dentro das regras gerais que serão anunciada na quinta-feira", anunciou o ministro de Pesquisa, Ciência e Tecnologia, Pete Hodgson. Os pecuaristas já haviam dito que o projeto do governo iria arruinar os pequenos proprietários do setor. A medida estudada e descartada propunha taxá-los entre US$ 2 e US$ 30, respectivamente, por cada ovelha (que são mais de 43 milhões no país) e vaca (12 milhões). O imposto seria cobrado como forma de reparação pelo gás metano expelido pelos animais durante ou processo digestivo. O gás proveniente das feses representa a metade do total de gás metano que a Nova Zelândia emite, e que causa o efeito estufa.

Chulé neles

http://1.bp.blogspot.com/_4F5BWgVPJtI/SKAZqSFBU3I/AAAAAAAAADM/Y94i6J1PH8o/s320/chule.bmpSabe aquele seu tênis mal cheiroso? Cientistas querem usá-lo para uma causa nobre.
Um estudo publicado na revista Clinical Nerology investiga o valor científico de um hábito comum no oriente:
- Dar calçados com chulé para epléticos cheirar. -Supostamente, o odor fétido ajuda a evitar convulsões.

Repelente de adolescente

http://4.bp.blogspot.com/_4F5BWgVPJtI/SKBi6p8rXYI/AAAAAAAAADU/P9jgaF4wnfc/s320/repelente-de-adolescentes.jpgHoward Stapleton estreou aqui no TecnoCientista quando ganhou o prêmio IgNobel da Paz por ter criado um repelente de adolescentes eletromecânico. O equipamento emite um irritante ruído de alta frequência projetado para ser ouvido por adolescentes, mas não por adultos. O "Mosquito", "impedidor" de adolescentes ultrasônico é direcionado para resolver o problema de aglomerações de crianças e adolescentes em Shoppings Centers, lojas e em qualquer lugar em que eles estejam causando problemas, alegando ser "a ferramenta mais eficiente na sua luta contra comportamento anti-social". O inventor utilizou a mesma tecnologia para criar toques de celular audíveis a adolescentes, mas provavelmente não a seus professores.

Cueca anti-flatulência

http://2.bp.blogspot.com/_4F5BWgVPJtI/SKBkM0M8RfI/AAAAAAAAADc/Rgr2V0ik7Gs/s320/cueca-anti-flatulencia.jpg

Buck Weimer inventou a "Under-Ease" uma roupa íntima hermética com filtro de carvão substituível que remove maus odores dos gases antes deles escaparem. No site tem testemunhos de clientes como "Aumentou a minha auto-confiança". O fabricante utiliza como slogan: "Vista por aqueles que você ama".

Tradutor Canino-humano

http://3.bp.blogspot.com/_4F5BWgVPJtI/SKBlyRwrplI/AAAAAAAAADk/yIQ523vtWY8/s320/tradutor-canino.jpg

Keita Sato, Presidente da Takara Co., Dr. Matsumi Suzuki, Presidente do Japan Acoustic Lab, e Dr. Norio Kogure, Diretor Executivo do Kogure Veterinary Hospital, inventaram o "Bow-Lingual" (traduz-se literalmente como Arco Linguístico), um dispositivo de tradução automático computadorizado de "canino" para humano. O Bow-Lingual possui duas partes: um microfone sem fio que fica na coleira de seu cão e uma espécie de walkie-talkie de mão com uma tela LCD. Os latidos e outros sons do animal são transmitidos ao aparelho de mão onde sua impressão de voz é analisada e colocada em uma das seis categorias emocionais: feliz, triste, de prontidão, frustrado, carente ou assertivo. Uma vez que o estado emocional é definido, o Bow-Lingual seleciona aleatoriamente uma frase pertencente àquela categoria e mostra na tela.

Campainha anti-chatos

http://4.bp.blogspot.com/_4F5BWgVPJtI/SKNptU6hBhI/AAAAAAAAAEo/Y6g5lm-mDtc/s320/anti-chatos.jpg
Uma campainha inventada em 1934.Se alguém quer utilizar a campainha deve primeiro colocar uma moeda para acionar o sistema.A pessoa que atende a porta pode devolver a moeda só se for uma visita desejável.Esse tipo de sistema inibe que chatos e vendedores venham incomodar. Eles vão sempre perder as moedas.Muito útil para pessoas famosas que são incomodadas várias vezes por dia.A pergunta… porque essa invenção nunca foi vendida? É maravilhosa!

Sentimentos da quitanda

http://1.bp.blogspot.com/_4F5BWgVPJtI/SYbg1QrjhPI/AAAAAAAAAHc/x1KaOyNTH28/s320/legume.jpg
Acredite se quiser: estudos cada vez mais estranhos vêm sendo conduzidos por pesquisadores sérios de algumas das universidades mais renomadas do mundo Você sabia que frutas e legumes têm personalidade? De acordo com uma pesquisa liderada por Robert Sommer, da Universidade da Califórnia, em 1988, limões não parecem ser muito afáveis, cebolas são idiotas e cogumelos são alpinistas sociais. Sommer não está sozinho em sua fascinação pelas idéias bizarras que povoam a mente humana. A cada geração, alguns poucos pesquisadores têm a coragem de explorar terrenos nos quais seus principais colegas temeram colocar os pés. Uma equipe, por exemplo, investigou como suicídios poderiam estar relacionados com a quantidade de música country tocada no rádio. Outra fez um mapa da beleza do Reino Unido, anotando o número de pessoas bonitas que andavam pelas ruas (Londres ficou em primeiro lugar e Aberdeen em último, se você quiser saber).

27 de out de 2009

O assalto


Numa madrugada qualquer um ladrão entra pelos fundos

de uma casa e começa, em silencio, a arrombar a porta dos fundos...

Logo no iní­cio, escuta uma voz sussurrando:

- Jesus ta te olhando!

O ladrão se assusta, olha para os lados (na penumbra),

mas não vê nada...

Segue tentando arrombar a porta e escuta novamente a voz:

- Jesus ta te olhando!

Meio incrédulo, mas com a certeza de ter escutado a frase,

olha novamente ao seu redor e nada...

Quando reinicia sua "tarefa", ouve novamente a voz:

- Jesus tá te olhando!

Dessa vez, ele percebe de onde vem a voz e acende a lanterna,

iluminando um canto da área de serviço...

Nisso, ele vê um papagaio na gaiola e já aliviado, pergunta:

- Ah... é você o Jesus?

E o papagaio responde:

- Não. Eu sou o Judas.

- Judas??? E quem é o louco que bota o nome de Judas em um papagaio???

- O mesmo que botou o nome de Jesus no Pitbull.





Novo Internet Explorer 8: faça tudo com menos cliques. Baixe agora, é gratis!

Barriga...


http://www.guiadicas.com/guiadicasgratisfotos/2010/02/como-ficar-com-a-barriga-sarada.jpg

Muito boa essa!!!
Para ficar em paz com o espelho...



BARRIGA É BARRIGA...
Arnaldo Jabour (SUPOSTAMENTE!!!)

Barriga é barriga, peito é peito e tudo mais. Confesso que tive agradável
surpresa ao ver Chico Anísio no programa do Jô, dizendo que o exercício
físico é o primeiro passo para a morte. Depois de chamar a atenção para o
fato de que raramente se conhece um atleta que tenha chegado aos 80 anos e
citar personalidades longevas que nunca fizeram ginástica ou exercício -
entre elas o jurista e jornalista Barbosa Lima Sobrinho - mas chegou à idade
centenária, o humorista arrematou com um exemplo da fauna:

A tartaruga com toda aquela lerdeza, vive 300 anos. Você conhece algum
coelho que tenha vivido 15 anos?

Gostaria de contribuir com outro exemplo, o de Dorival Caymmi. O letrista
compositor e intérprete baiano era conhecido como pai da preguiça. Passava
4/5 do dia deitado numa rede, bebendo, fumando e mastigando. Autêntico
marcha-lenta, levava 10 segundos para percorrer um espaço de três metros.
Pois mesmo assim e sem jamais ter feito exercício físico viveu 90 anos.

Conclusão: Esteira, caminhada, aeróbica, musculação, academia? Sai dessa
enquanto você ainda tem saúde...

E viva o sedentarismo ocioso!!! Não fique chateado se você passar a vida
inteira gordo. Você terá toda a eternidade para ser só osso!!!

Então: NÃO FAÇA MAIS DIETA!! Afinal, a baleia bebe só água, só come peixe,
faz natação o dia inteiro, e é GORDA!!! O elefante só come verduras e é
GORDOOOOOOOOO!!!

VIVA A BATATA FRITA E O CHOPP!!!

Você, menina bonita, tem pneus? Lógico, todo avião tem!

E nunca se esqueçam: 'Se caminhar fosse saudável, o carteiro seria imortal! 



Transmissão de energia

Morar perto de redes de transmissão de energia pode causar câncer

Morar perto de redes de transmissão de energia pode causar câncer 









Pesquisa mostra que as crianças que moram a uma distância de até
200 metros das linhas de transmissão de eletricidade são mais
propícias a desenvolver leucemia. [Imagem: USP]

Risco de câncer em crianças
Uma pesquisa realizada na Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) mostra que as crianças que moram a uma distância de até 200 metros das linhas de transmissão de eletricidade são mais propícias a desenvolver leucemia.
O trabalho pretende estimular novas investigações sobre possíveis efeitos dos campos elétricos e magnéticos na saúde da população, uma fonte de poluição ainda pouco estudada no Brasil.
Este é o segundo estudo divulgado neste ano que aponta os riscos de viver próximo às grandes linhas de transmissão de eletricidade. Outra pesquisa, divulgada em Julho, aponta que os campos magnéticos das linhas de transmissão ameaçam a saúde da população.

Geoprocessamento da saúde
O problema, apontado pela bióloga Ciliane Matilde Sollitto em sua tese de doutorado, foi verificado por meio de técnicas de geoprocessamento.
"Foram considerados todos os casos notificados de leucemias entre crianças e adolescentes de 0 a 19 anos, do banco de dados do Registro de Câncer de Base Populacional do Município de São Paulo entre 1997 e 2004", relata. "Dos 1.709 casos, 693 registros foram georreferenciados, ou seja, tiveram sua localização fixada no mapa da cidade."

Campos eletromagnéticos e a saúde
Ao mesmo tempo, foram elaborados mapas registrando faixas de distâncias pré-estabelecidas ao longo das linhas de transmissão de energia elétrica no mapa da cidade de São Paulo, que serviram de base para a análise da influência dos campos eletromagnéticos em relação aos casos de leucemias.
"Entre outros trabalhos, a análise se baseia em um estudo realizado no Reino Unido, com aproximadamente 6 mil casos registrados de leucemia infantil", conta a pesquisadora. "Essa pesquisa revelou que havia uma tendência de maior incidência de leucemia entre crianças que residiam entre 200 e 600 metros das redes de transmissão de eletricidade."
Os dados sobre as linhas e os casos georreferenciados de leucemia foram combinadas com a estatística populacional da cidade, obtida no censo do IBGE em 2000. O cruzamento das informações mostrou que nas áreas situadas a até 200 metros das redes de transmissão, a ocorrência de leucemia foi estimada em 22,46 casos por 100 mil habitantes, mais do que a incidência geral do município de São Paulo, que é de 19,34 casos em cada 100 mil moradores.

Poluição eletromagnética
A pesquisadora defende que novos estudos epidemiológicos sejam realizados sobre poluição eletromagnética. "É preciso investigar mais a fundo a exposição das pessoas a esse tipo de poluente, mais uma dentre as várias formas de poluição existentes na cidade", ressalta.
Ciliane também recomenda o aprimoramento dos registros de morbidade na cidade de São Paulo. "Como a leucemia infantil é passível de cura em cerca de 85% dos casos, é necessário obter dados precisos sobre sua incidência, e não apenas o número de mortes", ressalta.
Os prováveis impactos das radiações não-ionizantes na saúde humana, especialmente entre crianças, são objeto de estudos internacionais aprofundados desde 1979, desde que a Agência Internacional do Câncer considera que os campos eletromagnéticos são possivelmente carcinogênicos.

Efeitos sobre as plantas
A bióloga, funcionária da Prefeitura de São Paulo, começou a pesquisar a questão da poluição eletromagnética a partir de 2000, para atender as demandas de moradores de City Boaçava (Zona Oeste da capital), que questionavam sobre os possíveis efeitos do aumento da tensão nas linhas de transmissão pretendida pela concessionária de energia.
Na dissertação de Mestrado, apresentada em 2006, Ciliane trabalhou com plantas indicadoras de poluição, orientada pelo professor Paulo Saldiva, do Laboratório de Poluição Atmosférica da FMUSP.
"Esse trabalho demonstrou que as plantas também apresentavam sensibilidade aos campos eletromagnéticos, do mesmo modo que acontece com a poluição atmosférica, podendo servir também como bioindicadores", lembra a pesquisadora. A pesquisa para a tese de doutorado, defendida em abril deste ano, teve orientação do professor Luiz Alberto Amador Pereira.

26 de out de 2009

Ancestrais

 
http://www.woolger.com.br/images/ancestrais_frida.jpg

Os Ancestrais e as diferentes inteligências

De acordo com os ancestrais de diferentes partes de nosso mundo, nosso corpo sente e pensa. Por exemplo, no caso dos ancestrais das tribos australianas, quando uma pessoa se fere ou adoece, a tribo se reúne ao redor do enfermo e canta pedindo perdão à ferida ou parte afetada. E esta começa automaticamente a dar sinais de melhora e ocorrem curas milagrosas.

O mesmo ocorre nas assombrosas curas dos kahunas ou médicos magos havaianos. Eles entram em oração direta com a parte afetada pedindo-lhe perdão. Esse ato de oração envolve os magos, o paciente e todas as vidas durante as quais eles possam ter se encontrado e se envolvido com essa pessoa. E também ocorrem curas consideradas milagrosas.

No conhecimento ancestral Inca, tudo é reciprocidade, quando alguém adoece ou se enche de energia pesada ou "hucha", por ter atitudes egoístas, não deixando fluir o "sami" ou energia leve. Por isso nas curas se pede para aquela parte do corpo se harmonizar com 'pachamama' permitindo que o bloqueio se reequilibre. E a pessoa se cura.

No caso dos Lakotas, na América do Norte, eles falam com o corpo para informar-lhe que existe uma medicina que vai curá-lo. E logicamente as pessoas se curam.
Como vemos, examinando alguns casos de medicina ancestral, chegamos a uma interessante conclusão: os ancestrais aceitavam as partes de nosso corpo como um ser completamente inteligente e autônomo do cérebro. Isso durante os últimos séculos passou a ser considerado como fraude ou superstição. Mas vejamos agora as descobertas mais recentes da ciência. Você vai ficar estupefata (o).

A sabedoria do corpo é um bom ponto de acesso às dimensões ocultas da vida: é totalmente invisível, mas inegável. Os investigadores médicos começaram a aceitar este fato em meados dos anos oitenta. Anteriormente se considerava que a capacidade da inteligência era exclusiva do cérebro. Então foram descobertos indícios de inteligência no sistema imune e, logo a seguir, no digestivo.

A INTELIGÊNCIA DO SISTEMA IMUNE
 
A Dra. Bert descobriu (e logo outros cientistas confirmaram) , que existem tipos de receptores inteligentes não só nas células cerebrais, mas em todas as células, de todas partes do corpo (chamaram inicialmente de neuropeptídios) . Quando começaram a observar as células do sistema imunológico, por exemplo, as que protegem contra o câncer, contra as infecções, etc., encontraram receptores dos mesmos tipos que os do cérebro. Em outras palavras, suas células imunológicas, as que o protegem do câncer e das infecções, estão literalmente vigiando cada um dos seus pensamentos, cada emoção, cada conceito que você emite, cada desejo que tem. Cada pequena célula T e B do sistema imunológico produz as mesmas substâncias químicas produzidas pelo cérebro quando pensa. Isto torna tudo muito interessante, porque agora podemos dizer que as células imunológicas são pensantes. Não são tão elaboradas como as células cerebrais, que podem pensar em português, inglês ou espanhol. Mas sim, elas pensam, sentem, se emocionam, desejam, se alegram, se entristecem, etc. E isto é a causa de enfermidades, de stress,câncer, etc. Quando você se deprime entram em greve e deixam passar os vírus que se instalam em seu corpo.

A INTELIGÊNCIA DO SISTEMA DIGESTIVO.

Há dez anos parecia absurdo falar de inteligência nos intestinos. Sabia-se que o revestimento do trato digestivo possui milhares de terminações nervosas, mas que eram consideradas simples extensões do sistema nervoso, um meio para manter a insossa tarefa de extrair substâncias nutritivas do alimento. Hoje sabemos que, depois de tudo, os intestinos não são tão insossos. Estas células nervosas que se estendem pelo trato digestivo formam um fino sistema que reage a acontecimentos externos: um comentário perturbador no trabalho, um perigo iminente, a morte de um familiar. As reações do estômago são tão confiáveis como os pensamentos do cérebro, e igualmente complicadas.

A INTELIGÊNCIA DO FÍGADO

As células do cólon, fígado e estômago também pensam, só que não com a linguagem verbal do cérebro. O que chamamos "reação visceral" é apenas um indício da complexa inteligência destes milhares de milhões de células. Em uma revolução médica radical, os cientistas acessaram uma dimensão oculta que ninguém suspeitava: as células nos superaram em inteligência durante milhões de anos.

A INTELIGÊNCIA DO CORAÇÃO

Muitos acreditam que a consciência se origina unicamente no cérebro. Recentes investigações científicas sugerem, de fato, que a consciência emerge do cérebro e do corpo atuando juntos. Uma crescente evidência sugere que o coração tem um papel particularmente significativo neste processo. Muito mais que uma simples bomba, como alguma vez se acreditou, o coração é reconhecido atualmente pelos cientistas como um sistema altamente complexo, com seu próprio e funcional "cérebro". Ou seja, o coração tem um cérebro ou inteligência. Segundo novas investigações no campo da Neurocardiologia, o coração é um órgão sensorial e um sofisticado centro para receber e processar informação. O sistema nervoso dentro do coração (ou o "cérebro do coração") o habilita a aprender, recordar e tomar decisões funcionais independentemente do córtex cerebral. Além da extensa rede de comunicação nervosa que conecta o coração com o cérebro e com o resto do corpo, o coração transmite informação ao cérebro e ao corpo, interagindo através de um campo elétrico.

E LEIA ISTO…

O coração gera o mais poderoso e mais extenso campo elétrico do corpo. Comparado com o produzido pelo cérebro, o componente elétrico do campo do coração é algo assim como 60 vezes maior em amplitude, e penetra em cada célula do corpo. O componente magnético é aproximadamente 5000 vezes mais forte que o campo magnético do cérebro e pode ser detectado a vários pés de distância do corpo com magnetômetros sensíveis.

RECOMENDAÇÕES:
As investigações do Instituto HeartMath sugerem que respirar com Atitude, é uma ferramenta que ajuda a sincronizar seu coração, mente e corpo para dar-lhe uma coerência psicofisiológica mais poderosa. Ao usar esta técnica regularmente – experimente- a cinco vezes ao dia - você desenvolverá a habilidade para realizar uma mudança de atitude durável. Respirando com Atitude, você coloca o foco em seu coração e no plexo solar, enquanto respira com uma atitude positiva. O coração automaticamente harmonizará a energia entre o coração, a mente e o corpo, incrementando a consciência e a clareza.

A Técnica de Respirar com Atitude

1. Coloque o foco em seu coração enquanto inala. Enquanto exala coloque o foco no plexo solar. O plexo solar se encontra umas quatro polegadas debaixo do coração, justamente debaixo do esterno onde os lados direito e esquerdo da caixa torácica se juntam.
2. Pratique inalar através do coração e exalar através da caixa torácica durante 30 segundos ou mais para ajudar a ancorar sua atenção e sua energia ali. Depois escolha alguma atitude ou pensamento positivo para inalar ou exalar durante esses 30 segundos ou mais. Por exemplo, você pode inalar uma atitude de estima e exalar uma de atenção.
3. Selecione atitudes para respirar que lhe ajudem a compensar as emoções negativas e de desequilíbrio relacionadas com as situações pelas quais você está passando. Respire profundamente com a intenção de dirigir-se ao sentimento relacionado a essa atitude. Por exemplo, você pode inalar uma atitude de equilíbrio e exalar uma atitude de misericórdia, ou pode exalar uma atitude de amor e exalar uma atitude de compaixão.
4. Pratique diferentes combinações de atitudes que você queira desenvolver. Pode dizer em voz alta: "Respiro Sinceridade, Respiro Coragem, Respiro Tranqüilidade, Respiro Gratidão" ou qualquer atitude ou sentimento que você queira ou necessite. Inclusive, se você não sente a mudança de atitude a princípio, mesmo fazendo um esforço genuíno para mudar, ao menos lhe ajudará a alcançar um estado neutro, no qual você terá mais objetividade e poupará energia.

O QUE LHE PARECE?
OS ANCESTRAIS TINHAM RAZÃO?
O QUE VOCÊ ACHA?
JORGE CARMONA

Traduzido para o português: Eleonôra 


23 de out de 2009

A história macabra do açúcar

http://www.pimentanamuqueca.com.br/wp-content/uploads/a%C3%A7ucar.jpg

É tentador averiguar a função exercida pelo açúcar no declínio do Império Árabe.

Após a ascensão do Islã, o açúcar veio a se tornar uma potente arma política. Os homens seriam capazes de vender suas próprias almas para tê-lo. O mesmo destino que destruiu os conquistadores árabes viria agora a atormentar seus adversários cristãos. Em sua marcha para arrancar os lugares santos das mãos do Sultão, os cruzados logo desenvolveram um gostinho todo especial pelo condimento dos sarracenos. Alguns desejavam simplesmente se lançar nas terras dos infiéis para receber suas doses de suco fermentado de cana e doces. Em breve os governantes europeus viriam a descobrir que seus embaixadores na corte do Egito estavam se corrompendo pelo hábito de comer açúcar, e sendo subornados com custosas especiarias e açúcar. Alguns tiveram que ser retirados.

A última grande Cruzada terminou em 1204. Poucos anos mais tarde o Quarto Concílio de Latrão reuniu-se em Roma para planejar outras cruzadas contra hereges e judeus. No ano de 1306 o Papa Clemente V — exilado em Avignon — recebeu um apelo em favor da reativação das cruzadas dos bons velhos tempos. Cópias deste apelo foram enviadas aos reis da França, Inglaterra e Sicília. Este antigo documento diplomático delineava uma posição estratégica açucareira voltada para o Sul, tendo como pretexto expulsar para o inferno aqueles crápulas sarracenos.

"Nas terras do Sultão, o açúcar cresce em grandes quantidades e dele o Sultão recolhe generosas taxas e tributos. Se os cristãos capturassem estas terras, infligiriam grandes danos ao Sultão e, ao mesmo tempo, a cristandade teria todo seu suprimento garantido a partir de Chipre".

Diante de sinuosas afirmações deste gênero é chegada a hora da cristandade dar sua grande dentada no fruto proibido. O que sobreveio foram sete séculos, nos quais os sete pecados mortais floresceram através dos sete mares, deixando um rastro de escravidão, genocídio e crime organizado.

O historiador inglês Noel Deerr nos diz claramente: "Não seria exagero afirmar que o tráfico escravo atingiu a cifra de 20 milhões de africanos, dois terços dos quais sob a responsabilidade do açúcar".

Os portugueses saíram à frente na primeira etapa da corrida européia ao açúcar. Os sarracenos haviam introduzido o cultivo da cana-de-açúcar na Península Ibérica durante a ocupação. Grandes plantações foram estabelecidas em Valência e Granada. O célebre Infante Dom Henrique explorou a costa ocidental da África à procura de campos para a plantação da cana fora dos domínios árabes. Não encontrou o que procurava mas, em compensação, descobriu muitos corpos negros aclimatados, que poderiam ser escravizados em regiões tropicais, onde a cana-de-açúcar pudesse florescer. Em 1444, Dom Henrique levou 235 negros de Lagos para Sevilha, onde foram vendidos como escravos.
Isto foi o começo.

Dez anos mais tarde, o Papa foi induzido a estender sua bênção ao tráfico negreiro. A autoridade papal chegou a "atacar, subjugar e reduzir à escravidão os sarracenos, pagãos e outros inimigos de Cristo". A pretensa base racional que guiava o cristianismo no exterior era a mesma que, em casa, justificava a caça a hereges e judeus: salvar suas almas. A chegada de suarentos braços negros para o trabalho dos novos canaviais, nas ilhas da Madeira e Canárias, foi um providencial benefício para o Império Português. Por séculos, as escrituras foram sistematicamente pervertidas para o conforto dos cristãos traficantes de negros e açúcar.

Açúcar e escravidão eram as duas faces da moeda do Império Português. Por volta de 1456 os portugueses detinham o controle do comércio do açúcar na Europa. No entanto, a Espanha não estava muito atrás. Quando os mouros foram expulsos da Espanha deixaram atrás de si seus canaviais em Granada a Andaluzia.

Em sua segunda viagem ao Novo Mundo, no ano de 1493, Cristóvão Colombo levou consigo algumas mudas de cana-de-açúcar, por sugestão da Rainha Isabel. No livro escrito durante esta viagem Pedro Mártir afirma que os exploradores encontraram a cana crescendo nas ilhas de Hispaniola. Colombo sugeriu que levassem nativos das Índias Ocidentais para trabalharem nos canaviais espanhóis. Isabel opôs-se à idéia. Quando Colombo enviou à Espanha duas caravelas repletas de escravos a rainha ordenou que retornassem. Após a morte de Isabel o Rei Fernão de Aragão consentiu em recrutar o primeiro grande contingente de escravos africanos, necessários à florescente indústria açucareira de 1510.

Pouco mais tarde os portugueses começaram a cultivar cana no Brasil com o trabalho escravo (Martim Afonso de Souza fundou, em 1532, em São Vicente, o primeiro engenho de açúcar do Brasil). Existe um elemento extremamente interessante nesta estratégia açucareira lusa. Enquanto outras nações européias queimavam seus judeus, hereges e bruxos, os portugueses esvaziaram suas prisões e enviaram os criminosos condenados para a colonização de suas terras no Novo Mundo. Os "degredados" foram encorajados à miscigenação com as escravas para produzir uma raça híbrida que pudesse sobreviver nos canaviais tropicais.

Por volta de 1500, entram em cena os mercadores holandeses; marinheiros habilidosos, tornaram possível um transporte mais barato — os escravos eram vendidos a crédito. Em breve, os holandeses estabeleceriam uma refinaria de açúcar em Antuérpia. O açúcar em estado bruto era enviado de Lisboa, Canárias, Brasil, Espanha e Costa Bárbara para ser processado nas refinarias de Antuérpia. O produto era, então, exportado para os Estados Bálticos, Alemanha e Inglaterra. No ano de 1560 o Rei Carlos V da Espanha já havia construído seus magníficos palácios, em Madrid e Toledo, com dinheiro proveniente de taxas cobradas sobre o comércio do açúcar. Nenhum outro produto influenciou tanto a história política do mundo ocidental como o açúcar. Ele foi a mola propulsora de grande parte da história do Novo Mundo. Os impérios português e espanhol cresceram rapidamente em opulência e poder.

Da mesma forma que os árabes, também eles entraram rapidamente em declínio. Só podemos especular sobre o fato desse declínio ter sido biológico, ocasionado pela embriaguez de açúcar ao nível da corte. Entretanto, lá estava a Inglaterra esperando para recolher os cacos. A principio a Rainha Elisabeth I evitou institucionalizar a escravidão nas colônias britânicas, considerando-a "detestável", uma coisa que poderia "atrair a vingança dos céus" sobre seu reino. Em 1588 seus escrúpulos sentimentais foram superados. A Rainha concedeu uma carta real, estendendo seu reconhecimento à Real Companhia de Aventureiros da Inglaterra na África, concedendo-lhe assim um monopólio de Estado sobre o tráfico de escravos na África Ocidental.

Nas Índias Ocidentais, os espanhóis, seguindo a trilha de Colombo, haviam exterminado a população nativa e introduzido escravos africanos para trabalhar em seus canaviais. Em 1515, monges espanhóis ofereciam US$500 em ouro, como empréstimo, a quem iniciasse um engenho de açúcar. Posteriormente a Armada inglesa expulsaria os espanhóis. Os escravos refugiaram-se nas montanhas e começaram uma luta de guerrilhas. Os ingleses anexaram as ilhas por tratados formais; o monopólio da Coroa instalou seus capatazes nos canaviais e assumiu o controle do tráfico escravo.

O caldo fermentado da cana era transformado em rum. Os primeiros mercadores de rum traziam a aguardente para Nova York e Nova Inglaterra, onde era trocada por valiosas peles com os índios norte-americanos. Um penny de rum comprava muitas libras de pele que, por sua vez, poderiam ser vendidas na Europa por uma pequena fortuna. Em suas viagens ao Ocidente, a Real Companhia dos Aventureiros da Rainha faria uma visita à costa ocidental da África em busca de escravos; estes eram, então, transportados às índias Ocidentais e vendidos aos plantadores para que plantassem mais cana, fizessem mais melado e rum. Açúcar e pele para a Europa. Rum para os índios americanos. Melado para os colonos norte-americanos.

Este tráfico triangular duraria até que as terras em Barbados e outras ilhas britânicas do Caribe se tornassem gastas, exauridas, esgotadas. Onde nada mais poderia crescer.

O tráfico de açúcar havia se tornado tão lucrativo que por volta de 1660 os ingleses estavam a ponto de ir à guerra para manter seu monopólio. Os Atos de Navegação de 1660 tiveram como objetivo prevenir o transporte de açúcar, tabaco ou qualquer outro produto das colônias americanas para qualquer porto fora da Inglaterra, Irlanda e possessões britânicas. As colônias desejavam serem livres para fazer comércio com todas as potências européias. A mãe Inglaterra desejava proteger suas rendas e manter o inestimável monopólio naval. Ela possuía a Armada Real. As colônias não tinham poder de fogo; assim, a Inglaterra dominava os mares... e controlava a indústria e o comércio açucareiro. Por volta de 1860 a palavra açúcar havia se transformado em sinônimo de dinheiro, em inglês.

Embora alguns historiadores norte-americanos prefiram argumentar que foi a taxa britânica sobre o chá que precipitou a guerra da independência americana, outros apontam o Ato do Melado (Molasses Act), de 1733, que estabelecia pesadas taxas sobre o açúcar e o melado procedentes de outras terras que não as ilhas açucareiras do Caribe. Os armadores da Nova Inglaterra entraram no lucrativo comércio de escravos, melado e rum. Uma carga de rum era levada para a costa de escravos na África, onde era trocada por negros; estes eram levados de volta às Índias Ocidentais e vendidos aos ávidos senhores ingleses. Ali pegavam uma carga de melado que traziam de volta à colônia para ser destilado em rum e distribuído entre seus alcoolizados clientes locais. Muito antes do Boston Tea Party, o consumo anual de rum nas colônias americanas era estimado em quase 15 litros/homem, mulher e criança. O Ato do Melado, de 1733, impôs uma séria ameaça, não apenas ao ciclo comercial das colônias americanas mas, igualmente, à sede pelo demoníaco rum.

"Nenhum barril de açúcar chega à Europa sem que esteja banhado em sangue. Diante da miséria destes escravos qualquer pessoa de sentimento deveria renunciar a este artigo e recusar-se a um prazer que só se toma possível com as lágrimas e mortes de incontáveis criaturas infelizes".

Assim escreveu o filósofo francês Claude Adrien Helvetius, na metade do século dezoito, quando os franceses colocavam-se na dianteira do comércio açucareiro. A Sorbonne o condenou; os padres persuadiram a corte de que ele estava cheio de idéias perigosas; afinal, retratou-se - em parte para salvar a própria pele - e seu livro foi queimado pelos carrascos. Helvetius disse em público aquilo que muita gente pensava em segredo.
O estigma da escravidão perseguia o açúcar por todos os países, particularmente a Inglaterra.
O açúcar tornara-se em todo o mundo uma fonte de riqueza pública e importância nacional. Através de taxas e impostos cobrados sobre o açúcar, o governo tomara-se um cúmplice do crime organizado. Fortunas estavam sendo acumuladas pelos senhores, plantadores, mercadores e armadores; e a única preocupação da realeza européia era como tirar sua fatia do bolo.
Foram necessários três séculos para que a consciência européia se tocasse ao ponto de formar a primeira Sociedade Anti-Sacarita, em 1792. Em breve o boicote inglês ao açúcar se espalharia por toda a Europa. As Companhias Britânicas das Índias Ocidentais - atoladas até o nariz com o comércio do ópio -, aproveitando o tema escravidão, realizaram uma campanha publicitária usando o boicote ao açúcar para praticar inovações moralistas.

"O açúcar das Índias Orientais não é produzido por escravos" era seu lema no século XVIII. "Armazéns B. Henderson China — Rye Lane Peckhan — informa respeitosamente aos amigos da África que tem à venda um sortimento de bolas de açúcar (rapaduras), tendo escrito em letras douradas: O Açúcar das Índias Orientais Não É Produzido por Escravos." Em letras menores trocavam em miúdos: "Uma família, usando 2,5 quilos de açúcar/semana, se usar o açúcar das Índias Orientais em vez do das Índias Ocidentais, por um período de 21 meses, evitará a escravidão ou o assassínio de uma criatura humana. Oito dessas famílias irão, em 19,5 anos, evitar a escravidão ou o assassínio de cem outras criaturas".

O governo de Sua Majestade, com interesses tanto na escravidão quanto no açúcar, falava grandiosamente sobre o Império. A Inglaterra era o centro da indústria açucareira mundial. "O prazer, a glória e o esplendor da Inglaterra foram impulsionados mais pelo açúcar do que por qualquer outro artigo, inclusive a lã", diria Sir Dalby Thomas. "A impossibilidade de ir-se avante sem escravos nas Índias Ocidentais estará sempre a evitar que o tráfico venha a diminuir. A necessidade, a absoluta necessidade de prosseguir, será, já que não existe outra, a sua desculpa", afirmaria uma outra eminente figura política da época.

Não demorou muito para que o Império Britânico se tornasse totalmente dependente do açúcar. A vontade tornara-se necessidade, voracidade, dependência. Açúcar e escravidão eram inseparáveis sendo, portanto, defendidos juntos.

Quando as Índias Ocidentais Britânicas foram assoladas por revoltas de escravos, os colonos, em menor número e vivendo em constante terror, solicitaram proteção à Coroa. "Não podemos permitir que as colônias detenham ou desencorajem, em qualquer grau, um tráfico tão benéfico a esta Nação", foi dito no Parlamento. "O tráfico escravo e a conseqüência natural (dele) resultante pode ser, com justiça, estimada como uma inesgotável fonte de riqueza e poderio naval para esta Nação", diria um outro bastião do Império Britânico.

Os franceses foram os primeiros a abolir por lei o tráfico de escravos, no ano de 1807. Passara um outro quarto de século de agitação até que a emancipação fosse proclamada nas colônias britânicas em 1833.

Comentários Conceição Trucom: e a estória macabra continua até os anos de hoje, quando TODA A HUMANIDADE É ESCRAVA doentia do açúcar.
Um exemplo triste é observar quantas livrarias, sebos, cinemas, teatros ou lojas de instrumentos musicais existem em sua cidade x farmácias, padarias e supermercados?

Texto extraído do livro Sugar Blues – William Duffy – Editora Ground
Sugar Blues é uma expressão idiomática que significa um estado de depressão ou melancolia revestido de medo, ansiedade e desconforto físico. Múltiplas penúrias físicas e mentais causadas pelo consumo de sacarose refinada.
(Capítulo "O Mercado Branco - páginas 15 a 30).

http://books.google.com.br/books?id=1fYacf2sVzIC&printsec=frontcover&dq=Sugar+Blues#v=onepage&q=&f=false

21 de out de 2009

Pérolas da computação

 http://www.oarquivo.com.br/portal/images/stories/geral5/computacao.jpg

Vejam o que aconteceu em um Suporte Técnico de Informática. Esta é uma
historia verídica que ocorreu em uma famosa empresa de São Paulo. A pessoa
que trabalhava no suporte foi demitida por justa causa, mas ela está movendo
um processo contra a organização.
 
Segue o diálogo entre o ex-funcionário e o cliente da empresa:
 
- Help desk assistência, posso ajudar?
- Sim, bem... estou tendo problema com o Word.
- Que tipo de problema?
- Bem, eu estava digitando e de repente todas as palavras sumiram.
- Sumiram?
- Elas desapareceram. Nada.
- Nada?
- Está preta. Não aceita nada que eu digite.
- Você ainda está no Word ou já saiu?
- Como posso saber?
- Você vê o Prompt C: na tela?
- O que é esse 'promete-se' ?
- Esquece. Você consegue mover o cursor pela tela?
- Não há cursor algum. Eu te disse, ele não aceita nada que eu digite.
- Seu monitor tem um indicador de força?
- O que é monitor?
- É essa tela que parece com uma TV. Ele tem uma luzinha que diz quando
está ligado?
- Não sei.
- Bom, olhe atrás do monitor, então veja onde está ligado o cabo de força.
Você consegue fazer isso?
- Acho que sim..
- Ótimo. Siga para aonde vai o cabo e me diga se ele está na tomada.
- Tá sim.
- Atrás do monitor, você reparou que existem dois cabos?
- Não.
- Bom, eles estão aí. Preciso que você olhe e ache o outro cabo.
- Ok, achei.
- Siga-o e veja se ele está bem conectado na parte traseira do computador..
- Não alcanço!
- Hum. Você consegue ver se está?
- Não.
- Mesmo se você ajoelhar ou se debruçar sobre ele?
- Ah, não, tá muito escuro aqui!
- Escuro?
- Sim, a luz do escritório tá desligada, e a única luz que eu tenho vem da
janela, lá do outro lado.
- Bom, acenda a luz então!
- Não posso.
- Por que não?
- Porque estamos sem energia.
- Estão.... sem energia...?
Longa pausa...
- Ah! ok, descobrimos o problema agora! Você ainda tem a caixa de papelão e
os manuais que vieram com o seu micro?
- Sim, estão no armário.
- Bom! Então, você desconecta o seu sistema, pega tudo, empacota e leva de
volta para a loja.
- Sério?? O problema é tão grave assim?
- Sim, temo que seja.
- Bom, então tá. E o que eu digo na loja?
- Diga que você é BURRO demais pra ter um computador!! !

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Estas são gravações de outros atendimentos de outras empresas:
USUÁRIO: - Não consigo imprimir. Cada vez que tento, o computador diz:
''Não é possível encontrar a impressora'. Já levantei a impressora e
coloquei-a em frente ao monitor para ele ver, mas o computador continua
dizendo que não consegue encontrá-la.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

SUPORTE: 'Serviço ao Manual da HP. Sérgio falando. Em que posso ser útil?'
USUÁRIO: 'Tenho uma impressora HP que precisa ser reparada.'
SUPORTE: 'Que modelo é?'
USUÁRIO: 'É uma Hewlett-Packard. ..'
SUPORTE: 'Isto eu já sei. Quero saber se é colorida ou preto e branco.'
USUÁRIO: 'É bege!'

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

SUPORTE: 'Bom dia. Posso ajudar em alguma coisa?'
USUÁRIO: 'Não consigo imprimir.'
SUPORTE: 'Pode clicar no 'Iniciar' e...'
USUÁRIO: 'Caaalma aí! Não responda assim muito tecnicamente. Não sou o Bill
Gates!'
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

USUÁRIO: 'De repente aparece uma mensagem na minha tela que diz
'Clique Reiniciar'.. . O que eu devo fazer?'
SUPORTE: 'O senhor aperte o botão solicitado, desligue e ligue novamente.'
Sem pestanejar, o usuário desliga o telefone na cara do atendente e liga
para o suporte novamente.
USUÁRIO: 'E agora o que eu faço?'

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

USUÁRIO: 'Tenho um grande problema. Um amigo meu colocou um protetor de
tela no meu computador, mas a cada vez que mexo o mouse, ele desaparece!! !'
(esse é boa..kkk)

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

SUPORTE: 'Em que posso ajudar?'
USUÁRIO: 'Estou escrevendo o meu primeiro e-mail.'
SUPORTE: 'OK, qual é o problema?'
USUÁRIO: 'Já fiz a letra 'a'. Como é que se faz o circulozinho em volta
dela pra fazer o tal arroba?'
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

SUPORTE: 'Suporte do seu Provedor de Internet, bom dia. O que deseja?'
USUÁRIO: 'Moço, a Internet também abre aos domingos?'

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Depois de um tempo falando com o atendente do suporte.
SUPORTE: 'O que tem do lado direito da tela?'
USUÁRIO: 'Uma samambaia!'
SUPORTE: silêncio....







20 de out de 2009

Apoiado em um dedo

Chinês faz 12 flexões apoiado em um dedo e quebra recorde mundial

Fu Bingli pratica kung fu há 32 anos.
Homem usou indicador da mão direita.

Mestre de kung fu, Fu Bingli vai para o livro dos recordes depois de fazer 12 flexões com apenas um dedo, segundo reportagem do jornal britânico "Metro".

Com 32 anos de artes marciais, o chinês suportou a série de exercícios apoiado do indicador da mão direita na segunda-feira (19).

"Eu treino desde os sete anos e meu dedo tem  tanta força quanto a maioria das pessoas tem no corpo todo", disse Fu.

O chinês diz ainda que pode ficar de ponta-cabeça apoiado em apenas um dedo.

Rosa azul

Rosa geneticamente modificada ganha nova cor

Empresa anunciou novidade no Japão nesta terça-feira (20).
'Rosa azul' será vendida no país por até R$ 56 a unidade.

A empresa Suntory apresentou nesta terça-feira (20), no Japão, uma rosa que foi geneticamente modificada para ganhar a cor azul. A novidade, que tem até página na internet, começará a ser vendida no dia 3 de novembro, no Japão, por preços que vão de 2 mil a 3 mil yens cada (cerca de R$ 37 a R$ 56). 

Foto: AFP

Rosa foi geneticamente modificada para ganhar a cor azul, segundo empresa que produziu a novidade. (Foto: AFP)


Foto: AFP

Rosa azul será vendida no Japão por até R$ 56 a unidade. (Foto: AFP)

18 de out de 2009

Limpando a periquita

http://blogs.estadao.com.br/cidades/wp-content/blogs.dir/119/files/2010/04.10/periquito_australiano_.jpg
Limpar a Periquita em Hotel de Seis Estrelas

Uma amiga, fez sua primeira viagem a Dubai. Tudo era novidade!
Hospedou-se num tremendo seis estrelas..
Ao chegar à sua suíte foi fazer um pipizinho. Estava apertada, e já
quase a pingar na calcinha. Sentou-se naquela luxuosa privada e, ao
terminar, notou que faltava papel higiênico!
Muito chateada, de dentro do banheiro mesmo, telefonou para a
recepcionista bilingue:
- Minha filha... Que absurdo! Um hotel dessa categoria sem papel
higiênico? Como vou limpar a minha...?
- Desculpe, senhora, mas não usamos mais esse tipo de material em
nossos hotéis...
- Por gentileza, veja o painel a seu lado. Aperte o primeiro botão à
sua esquerda.
A mulher, curiosa seguiu as instruções. Imediatamente um jatinho
delicioso de água morna foi esguichado.
- Senhora, agora aperte o segundo botão, ao lado do primeiro.
Imediatamente, um ventinho quente rapidamente secou.
- Que maravilha, falou a hóspede.
- Espere, senhora. Por favor, agora aperte o terceiro botão.
Ela apertou, e sentiu uma borrifada de um delicioso perfume francês
que foi lançado.
Maravilhada com aquela tecnologia, não se conteve e exclamou:
- C a a a a r a a a a a l h o !!!!
E a recepcionista bilíngue imediatamente respondeu:
- É no botão vermelho, senhora. Queira, por gentileza, especificar
cor, comprimento e o diâmetro !

15 de out de 2009

Lingua estrangeira

http://www.conexaoprofessor.rj.gov.br/edite/EditeImagem.asp?Codigo=1559                                                                                         O Brasil sediará a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016
Como muitos turistas de todo mundo estarão por aqui, é imprescindível o aprendizado de outros idiomas (em particular o inglês) para a melhor comunicação com eles. Pensando em auxiliar no aprendizado, foi formulada uma solução prática e rápida!! Chegou o sensacional e insuperável curso 'The Book is on the Table', com muitas palavras que você usará durante a Copa e as olimpíadas.

Veja como é fácil!

a..) Is we in the tape! = É nóis na fita.
b.) Tea with me that I book your face = Chá comigo que eu livro sua cara.(essa é SEN-SA-CI-O-NAL !!!!! )
c.) I am more I = Eu sou mais eu.
d.) Do you want a good-good? = Você quer um bom-bom?
e.) Not even come that it doesn't have! = Nem vem que não tem!
f.)
She is full of nine o'clock = Ela é cheia de nove horas.
g.)
I am completely bald of knowing it. = To careca de saber.
h.) Ooh! I burned my movie! = Oh! Queimei meu filme!
i.) I will wash the mare. = Vou lavar a égua.
j.) Go catch little coconuts! = Vai catar coquinho!
k..) If you run, the beast catches, if you stay the beast eats! = Se correr, o bicho pega, se ficar o bicho come!
l.) Before afternoon than never. = Antes tarde do que nunca.
m.) Take out the little horse from the rain = Tire o cavalinho da chuva.
n.) The cow went to the swamp. = A vaca foi pro brejo!
o.) To give one of John the Armless = Dar uma de João-sem-Braço.
p.) I will blow the balloon mouth = Eu vou arrebentar a boca do balão.

Gostou?


Quer ser poliglota?
Na compra do 'The Book is on the table' você ganha inteiramente grátis o incrível

'The Book is on the table - World version'!!!


Outras línguas:

CHINÊS


a.)
Cabelo sujo: chin-champu
b.)Descalço: chin chinela
c.)
Top less:
chin-chu-tian
d.)
Náufrago: chin-chu-lancha

f.) Pobre
: chen luz, chen agua e chen gaz


JAPONÊS
a.) Adivinhador: komosabe
b.) Bicicleta: kasimoto
c.) Fim: saka-bo
d.) Fraco: yono komo
e.) Me roubaram a moto: yonovejo m'yamaha
f.) Meia volta: kasigiro
g.) Se foi: non-ta
h.) Ainda tenho sede: kiro maisagwa

OUTRAS EM INGLÊS:

a.) Banheira giratória: Tina Turner
b.) Indivíduo de bom autocontrole: Auto stop
c.) Copie bem: copyright
d.) Talco para caminhar: walkie talkie
RUSSO
a.) Conjunto de árvores: boshke
b) Inseto: moshka
c.) Cão comendo donut's: Troski maska roska
d.) Piloto: simecaio patatof
e.) Prostituta: Lewinsky
f.) Sogra: storvo
ALEMÃO

a.)
Abrir a porta: destranken
b.) Bombardeio: bombascaen
c.) Chuva: gotascaen

d.)
Vaso: 




14 de out de 2009

Abóbora de 752 quilos

Evento ocorreu em Half Moon Bay, no estado americano.
Competição também elegeu abóbora mais bonita.
 

Abóbora de 752 quilos bate recorde em campeonato na Califórnia



Foto: Russel A. Daniels/AP

O fazendeiro Don Young, de Des Moines, Iowa (EUA), mostra abóbora gigante de 752 quilos – o equivalente ao peso de uma vaca –, vencedora de campeonato em Half Moon Bay, Califórnia. A abóbora bateu o recorde da Califórnia. (Foto: Russel A. Daniels/AP)

 
Foto: Russel A. Daniels/AP

Campeonato também escolhe as abóboras mais bonitas. Na foto, as quatro escolhidas.                                              A vencedora foi a segunda da esquerda para a direita.

Fonte: G1

Dobre qualquer coisa

Tudo pode ser feito com origami                                                                                                           - desde aves e insetos até stents arteriais e telescópios.                                                                 

É só uma questão de matemática.

Por Jennifer S. Holland
Foto de Rebecca Hale
Dobre qualquer coisa Garanhão de papel de Robert Lang.
Uma folha de papel, sem cortes: mesmo em sua forma mais simples, o origami, a arte japonesa de dobrar papel, encanta. Desde que o mais antigo manual conhecido, o Mil Grous, foi publicado no Japão em 1797, bandos de aves de papel pousaram nas janelas. Nos últimos tempos, porém, essa arte tradicional foi revitalizada por outra forma de expressão: a matemática. Ao descrever o que fazem em termos numéricos e desenvolver projetos com computador, os origamistas deram um salto do papel para o metal e o plástico e do brinquedo para a tecnologia. Objetos dobrados foram levados ao espaço e, no futuro, é bem possível que um deles seja introduzido em nossas artérias. "Já se comprovou matematicamente que podemos criar qualquer forma com dobraduras", diz o físico Robert J. Lang, que há oito anos abandonou o trabalho para se dedicar ao origami. "Conseguimos resolver o problema de criar qualquer tipo de apêndice."

Cada apêndice consiste em uma borda dobrada, e cada borda usa uma porção circular, um quarto ou a metade de um círculo, do quadrado original. Essa foi uma descoberta crucial, diz Lang, pois revelou um vínculo entre o problema básico dos origamistas - como planejar as dobras para dar forma a uma folha de papel - e um enigma matemático secular: como preencher um quadrado com círculos. Essa questão permitiu que os origamistas criassem figuras complexas e vislumbrassem aplicações tecnológicas. Quando engenheiros encarregados de projetar airbags perguntaram a Lang a melhor maneira de dobrá-los em um carro, ele encontrou a solução no algoritmo desenvolvido para insetos de papel.

Essa, contudo, não foi a primeira aplicação prática da técnica do origami. Em 1995, engenheiros japoneses lançaram um satélite com um conjunto de painéis solares pregueados que se dobravam como um mapa para caber em um foguete. Uma vez em órbita, ele se desdobrou para receber os raios solares. Após isso, Lang ajudou no projeto de uma lente de telescópio espacial do tamanho de um campo de futebol que se fecha como guarda-chuva. O protótipo, quando aberto, tem o tamanho de 5 metros.

Os pesquisadores também trabalham em escala oposta, criando stents desdobráveis para manter abertas artérias e caixas feitas de DNA autodobrável, bilhões de vezes menores que um grão de arroz e capazes de transportar drogas até células enfermas. Basta conversar com um origamista para entrever novas possibilidades se abrindo no futuro. Um dia, diz Erik Demaine, do MIT, "vamos ter robôs capazes de se reconfigurar e assumir novas formas", como no desenho animado Transformers. No futuro, especula Lang, toda a miríade de componentes de um edifício poderia ser feita das mesmas folhas, dobradas em miríades de formas. "Ainda não chegamos ao limite do origami", diz ele. "Nem sabemos quais são esses limites."

13 de out de 2009

Viagem ao Sol

http://www.imotion.com.br/imagens/data/media/74/7058sol.jpg

Viagem ao Sol
Por Carlos Vogt
Lá longe, longe, muito mais longe do que o longe que longe quer dizer, numa distância mais dura que a pedra dura do pensamento durante a longidão da pedra, que dura, resiste, como a luz, na velocidade, a ser menos que a luz movente, matéria e energia, luz distante, pedra longínqua, luz de pedra, pedra de luz.
Lá, pois, longiluz, pedraluzente, quando a estrela solar, o Sol que aquece e a vida renova em nosso planeta, daqui a bilhões, bilhões, bilhões, bilhões e bilhões de anos, estiver chegando, envelhecida, enfim, ao final de si própria para transformar-se, cumprindo seu destino cósmico, numa anã branca, lá nesse ponto de fuga, nessa dobradura do espaço-tempo, de nada valerá a memória de nossas perdas e das quedas sucessivas do homem em busca da afirmação, pelo conhecimento, de sua própria humanidade.
Ninguém já saberá de erros, de culpas, de arrependimentos e os mitos de criação, cumprindo seus presságios, terão percorrido, na série infinita de gerações, a saga de suas narrativas que os homens contam, sendo contados, como a chuva molha e aquece e o solo seca e o Sol esfria.
Quem mandou Galileu também chamar-se Galilei e repetir-se, assim, quase fechado, no nome arredondado, como a observação que lhe confirmou a suspeita de que o repouso era movimento e de que a Terra, como outros corpos semelhantes, andava em círculos, circulando o Sol, pelos espaços?
Como não ouvir estrelas se elas, mensageiras do universo, estiveram, sempre, desde que eles se deram conta, falando com os homens, traçando-lhes caminhos, indicando-lhes rotas, desenhando-lhes futuros, revelando-lhes passados, silentes como a eloquência do silêncio nas pausas da peroração?
Deu no que deu!
Nicolau Copérnico, Giordano Bruno, Hans Lippershey, René Descartes, Isaac Newton, Albert Einstein, John Wheeler, todos, outros mais e nós também, olhando juntos, de "perspicillium" para Galileu Galilei.
É o destino – a destinação, melhor talvez fosse dizer –, que permite enxergar, na longa distância cósmica, o futuro dos astros e estrelas que daqui já vemos, ou que não vemos, e admiramos: anã branca, como se tornará o Sol, supernova, buraco negro, buraco negro supermaciço, sem paradoxo de conceito, só o do dizer, com defeito.
Paradoxo mesmo é o da teoria, a da relatividade geral, que, de tanto prever tudo o que cabia e o que não cabia, acabou prevendo o buraco negro, ponto único, alef dos contos siderais, que em si concentra uma densidade infinita e no qual as leis da física não têm validade, nem mesmo as que o previram e explicam sem, contudo, serem de sua existência e funcionamento explicação.
Freud, cuja morte tem 70 anos, ao lado dos 150 da publicação de A origem das espécies, de Darwin, e dos 400 anos das observações telescópicas das estrelas por Galileu, havia anotado que o homem veio, ao longo de sua história e de sua vida mítica, sofrendo quedas traumáticas para a imagem narcísica de sua reputação senhorial. Cai do paraíso, deixa o centro do universo, cai do galho da divindade e segue a escala da evolução, é ejetado do centro da história e, enfim, do abrigo da consciência para as complicações do inconsciente, como tijolos de sua solidão.
Tudo isso também se junta num único ponto como uma estrela que colapsa, como uma singularidade de espaço-tempo, como um buraco negro, como o que já era previsto pelo que sabíamos, como o que sabemos o que tem sido a vida, que expande e resume nosso movimento para dar sentido ao que não compreendemos e velar de mistérios nossa compreensão.





 


Compartilhar