4 de mai de 2009

Gripe suína rende piadas

http://scienceblogs.com.br/rnam/zzswineflu-600x450.jpg

Gripe suína rende piadas, camisetas e jogos no México

Mexicanos decoram máscaras; doença inspira camisetas, bótons e bichos de pelúcia.

O surto de gripe suína causou grande preocupação no México, mas também inspirou o lado brincalhão dos mexicanos e fomentou uma onda de produtos que tratam do problema com muito humor e irreverência.

Nas ruas da cidade,algumas pessoas decoram suas máscaras com desenhos de sorrisos e háquem use roupas íntimas no lugar delas.

Também começaram a ser vendidas camisetas e bótons com mensagensreferentes à gripe. Em uma delas, por exemplo, um porquinho aparece aolado da frase "não fui eu". Outras usam textos comuns em camisetas desouvenir, como "alguém foi ao México e tudo que eu ganhei foi a gripesuína" ou "fui ao México e sobrevivi".

Na internet, além dos sempre presentes e-mails com teoriasconspiratórias e correntes de fé, também já circulam piadas e charges.Entre elas está a imagem da nota de vinte pesos em que a figura doherói revolucionário Benito Juárez aparece com máscara de proteção.

Na redesocial Twitter, um jogo chamado twinfluenza permite que o usuário envieum espirro, um beijo ou um tapa aos amigos de sua lista. E, prevendoqualquer crítica, seus autores já advertem: "Por favor, não levem issotão a sério."

Os usuários do Twitter também resolveram encarar a crise com humor,refletido em suas mensagens: "Agora o México é mundialmente influente"(trocadilho com o vírus influenza), "já estamos no nível avançado, maisum e terminamos o jogo" ( numa referência ao alerta da OrganizaçãoMundial da Saúde), "quer viver perigosamente? Beije um mexicano", entreoutras.

No YouTube, diversos vídeos tratam do tema, comreproduções de telejornais e teorias que tentam explicar a epidemia.Poucas horas após o governo mexicano vir a público para informar sobrea doença, já estava no YouTube uma música sobre o assunto. Em umasemana, uma das versões do videoclipe registrava quase 60 milvisualizações.

Bichinho de pelúcia

Enquanto isso, nos estados Unidos a empresa Giantmicrobes anunciou que já está criando um bichinho de pelúcia que representará o vírus da gripe suína.

"Estamos finalizando o design, mas vamos esperar o melhor momento para lançá-lo", disse Charles Foster, diretor de operações da empresa, à BBC Brasil. "Não queremos que seja algo de mau gosto ou inapropriado, dada a dificuldade do cenário mundial de saúde, especialmente no México."

Fundada em 2002, Giantmicrobes produz animais de pelúcia com aparência de micróbios, um milhão de vezes maiores que o original e que fazem referência a diversas doenças. Entre os artigos mais vendidos da empresa, estão gripe, ebola, vaca louca, resfriado e peste negra. Cada bichinho vem acompanhado de imagem ampliada e informações reais sobre o micróbio.

Os produtos são direcionados a crianças, educadores e profissionais de saúde. "Quero fazer para os micróbios o que Walt Disney fez para os roedores", disse Drew Oliver, fundador da empresa.

Foster disse que já há pessoas tentando revender uma versão pirata do bichinho do vírus do resfriado como o novo mascote da gripe suína. "Este produto que estão tentando comercializar no México é uma infração dos nossos direitos de propriedade intelectual e, além disso, não se trata de uma novidade, mas algo que foi lançado há cerca de sete anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhar